21 de ago de 2015

QUANDO SAI DE MIM

gosto
das tuas
sardas
das tuas
pintas
dos teus delizes
gosto
do teu amargo
do mel
que escorre
as coxas
gosto
dos pés
descalços
das unhas
sem esmalte
dos seios nus
na blusa
branca
gosto
das tuas
sandices
das tuas loucuras
e do jeito
que me beija a boca
gosto
da saliva
que deixa
do perfume
que me alimenta
gosto
das coxas
da bunda
e dos sonhos
que me deixa
quando
sai
e vai embora de mim