25 de ago de 2015

PARADO NO TEMPO


escrevo
tudo
o que penso
quando
estou
parado
no tempo
esperando
o tempo passar
escrevo
sentado
no banco frio
do ônibus
escrevo
na fila
da vida que não anda
escrevo
esperando
a saudade
passar
escrevo
tudo
o que penso
enquanto
penso
em tudo o que
escrevo
deixo
fluir
deixo sair de mim
enquanto
parado
olho
os pensamentos
materializados
em palavras