10 de ago de 2015

OPACO


no horizonte
uma cor
que não vejo mais
um azul
de esperança
um vento
de paz


no horizonte
uma poesia
que já foi
escrita
em papéis
manchados de tinta


no horizonte
um amor
que se desfez
cacos
do tempo perdido
casos
descasos

há no horizonte
um horizonte
perdido
algo
que não volta mais
um cor
cinza
no azul
do céu que desfez