25 de ago de 2015

NÃO TE QUERO PRA MIM


se
te olho
olho
às vezes
te olho
e não te vejo
finjo
ai
te desenho
no papel
ai
te desejo
que passe
feito brisa

se
te olho
sempre
e quantas
vezes
te olho
apenas
passando
apenas
sempre indo

sem sorriso
sem riso

te olho
assim
desprovida
de vida
te deixo ir
porque agora sei
que és tudo aquilo
que não desejo
mais para mim