21 de ago de 2015

MUNDO SEM COR

mundo
apático
sem cor
os mortos vivos
andam
por ai
arrastando
suas correntes
fingindo
suas verdades
chove
lá fora
chove
aqui a dentro
falta vida
falta amor
paixão
em tudo
mundo
apático
sem cor
pessoas
sonolentas
arrastadas
por suas convenções
esta
sobrevida
incoerências
de um tempo
já perdido
mortos vivos
deste mundo sem cor