26 de ago de 2015

MADRUGADAS


a
madrugada
antes
me seduzia
hoje
me assusta
não

mais lua
nem mais
poesia
a
madrugada
anda
vazia
sozinha
não tem mais
a mesma
graça
não tem mais
o mesmo
encanto
hoje
é só
engano
a madrugada
mesmo
nua
deixou
de encantar
hoje
fica
sozinha
perambulando
por ai
eu
a olho
pela janela
e deixo
que ela
se dissipe
deixo
que ela se vá
e que novo dia
chegue