"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

22 de ago de 2015

FINJO NÃO TE SABER

finjo
quando
te olho
que
não te sei
que
não te sinto
que
não te entendo
finjo
quando
te olho
que desconheço
este
teu sentir
que
não sei
quem tu és
o que queres
porque
foges
e te escondes
neste
labirinto
sem saída
deixo
o amor
de lado
deixo
o amor jogado
nas sarjetas
de tuas ruas
finjo
que não te sinto
para que meu sentir
não se desmanche
por ai