5 de ago de 2015

ÉS TU

és tu
a culpada
dos meus infortúnios
és tu
que me rouba
a paz
e provoca
minha insanidade
és tu
meu delírio
e meu deserto
ainda
que tente
de ti fugir
em mim
ficam
os desenhos
certos
do teu corpo
em mim
ficam
os vestígios
dos teus beijos
o cheiro
da pele
és tu
que provoca
meus instintos
minhas fraquezas
que me derruba
que me faz querer
me faz levitar
és tu
minha âncora
meu deserto
minhas culpas
minha dor
meus arrependimentos