8 de ago de 2015

DESENCONTROS

foi
no desencontro
que nos encontramos

foi
no mar
de acasos
que nossos
destinos
de esbarraram

foi
no amargor
de nossas
línguas
que nos selamos
num beijos

foi
assim
na nossa inconveniência
de detalhes
que nossas mãos
dedilharam
nossa estrada

nossas poesias
de mesmas palavras
nosso desencontro
de encontros marcados