23 de ago de 2015

CADA DIA MAIS


cada
dia
mais minha
alma
descanta

cada
dia
tudo
está do avesso

cada
dia
mais
flores mortas

cercas
espinhos

cada
dia
mais
distância
silêncio
almas
que se perdem

cada
dia
mais
o desamor
sem encantos
e cada um no seu canto

e cada
um ouvindo
sua própria voz
no silêncio
imenso de todos
nós