30 de jul de 2015

ORO

oro
por nós
pelo olhos
que nos olham
peço
que não nos vejam
peço
que nos esqueçam
oro
por mim
pela luz
que as vezes
me falta
oro
pelo dissernimento
e paciência
oro
por todos
que cruzam
meu caminho
pelo bem
e pelo mal também
oro
por dias de sol
e para que
chova
sempre
que o sol
me queimar demais
oro
tantas vezes
sem orar
quando olho por acaso
o azul do céu
ou para o negro
véu da noite
oro
por aqueles que chegam
e por aqueles que partiram
oro
sem alarde
oro no silêncio
que se faz em mim