10 de fev de 2015

VELHAS COISAS


gostava
das velhas poesias
do romantismo
exarcebado
dos amantes
das amadas
gostava
das bocas
que se beijavam
no encontro
gostava
das velhas
canções
das seretas
dos gritos
e das declarações vis
de amor
gostava
das mulheres
tímidas
do pudor
das coxas
escondidas
gostava
do encontro
no portão
amava
a conquista
a sedução
o prazer real
o arrepio
e as borboletas
que sempre
voavam
hoje
tudo é morto
tudo é irreal
mentiras
que se contam
nas esquinas
sem cor
eu amava
as velhas poesias