8 de fev de 2015

TUAS RUAS


tuas ruas
nuas
pés
descalços
roupas
leves
ventos

sentado
na varanda
te vejo

tuas ruas
nuas
teu gritos
ecoados
lábios
secos
amargos
densos
tensos

tuas ruas
nuas
passos
largos
te olho
da varanda
cego
invisível
janelas quebradas

tuas ruas
nuas