6 de fev de 2015

TUAS PRECES




Não quero
Teu amor
Nem tuas preces
Tuas faltas
Teus olhos
Sombreados
Não quero
Teu sabor
Tua boca
Desbotada
Não quero
Teus palavrões
Nem tuas
Roupas
Molhadas
Não quero
Tua nudez
Nem tuas colchas
De retalhos
Não quero
Tuas horas
Nem teus pecados
Tuas noites
E as paredes
Brancas
Do teu quarto
Não quero