10 de fev de 2015

REGRESSO


voltar
foi
o certo
a fazer
voltar
para meus reino
de tantos
sonhos
voltar
para o meu
jardim
de tantas flores
voltar
para os meus
para os que
conhecem
minhas dores
e meus defeitos
voltar
foi
a glória
depois
de ter morrido
de ter sido
enterrado vivo
de ter perdido
tudo
sigo
em paz
monstros
distantes
demônios
sorrindo
eu sei
agora eu sei
voltar
de onde eu
nunca devia ter saído