2 de fev de 2015

PESARES




O apego
É veneno
O amor
A vida
A paixão
Tudo isso
É o que menos
Importa
Há tantas portas
Tantas
Pontes
Tantos muros
E paredes
O apego
É o que mata
Mais que sorrisos
E beijos
E abraços
E corpos
Nada é melhor
O vazio
O eco
A sombra
Tantos rios
Mares
Pesares
Tanto em nada