3 de fev de 2015

POESIAS ENTALADAS




Tenho poesia
Entalada
Na garganta
Poesia
Nas minhas artérias
Poesia
No meu sangue
Tenho
Poesia
Nas minhas horas
Todas perdidas
No meu tempo
Na vida
Que desperdicei
No amor
Que amo
E no amor que amei
Tenho
Poesia sempre
Escorrendo
Pelo catarro
Do meu nariz entupido
Tenho poesia
Na ponta da caneta
Nos meus dedos
E no meu coração atrofiado
Pelo amor que me deixou assim