13 de fev de 2015

MONALISA


fique
sempre
debruçada
em teus sonhos
mantenha
tua sede
de querer
derrame
açúçar
pelo caminho
chame
teus colibris
teus beija-flores
fique
sempre
no parapeito
das verdades
que escuta
tudo
são lampejos
teus lapsos
afie
seus dedos
em poesia
de todos os poetas
seja diva
monalisa
alimente
desejos
afeiçoe-se
pelos risos
decandentes
do boemios
e seus sonhos
seja
sempre teu alvorecer
inspiração
a leveza nobre
de ser