9 de fev de 2015

MEUS INSTANTES


te deixo
no vento
dos meus instantes
assim
nos meus
instantes
sinto
de leve
teu perfume
assim
nos meus
instantes
posso
te achar
em mim
quando quiser
posso
te sentir
no silêncio
do meu quarto
vazio
posso
ficar ali
quieto
na solidão
dos meus instantes
sei
que é miragem
sei
que de verdade
não existe
não pra mim
não no meu mundo
te deixo
viva
pra que possa
continuar
nestas ilusões
que são
poesias