7 de fev de 2015

MAIS NADA


minhas memórias
corroídas
minhas pegadas
apagadas
cicatrizes

nenhuma flor
em meu jardim
nenhum vento
em meu destino
moinhos

minha tv desligada
minhas canetas
sem tinta
meus sonhos
desfeitos

amores
perdidos
paixões
esquecidas
passados
passado

risos fúnebres
incensos queimados
cinzeiros
migalhas
mais nada

nada