"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

12 de fev de 2015

INVENTO

quando
eu fico
ali
sem saber
o que escrever
invento
rápido
algum sentir
invento
um amor
que não me mate
invento
uma paixão
uma dor
que deixe
dilacerado
meu coração
sempre
foi assim
quando
não sei
o que dizer
me calo
ou vou em busca
de um dicionário
e invento
histórias
que não são minhas
e as vivo
em minhas linhas
em cada palavra
posso sentir
o que não sinto
posso viver
sentado
ali
uma nova vida
quando
não sei o que sentir
invento
nenhum pedaço
de papel
merece morrer em branco