8 de fev de 2015

FALO DE MIM


eu
não falo
de mim
não falo
do que sinto
do que vejo
do que beijo
eu
não falo
dos meus pássaros
dos meus cacos
das paisagens
que vejo
não falo da tristeza
das alegrias
dos planos
dos sonhos
só falo
dos erros
das coisas
malditas
que eu queria
falo
desse amor
que me dona
falo das feridas
falo
das minhas alucinações
dos meus monstros
das minhas razões
tão sem sentido