12 de fev de 2015

EM MIM


em mim
há um
mundo diferente
por isso
sou poeta
não porque
há versos
em minhas palavras
não porque
rascunho
pensamentos
em mim
a dor
doi ainda mais
o amor
arde ainda mais
e há
beleza demais
em tudo
tanto que a maldade
me maltrata
o desamor
a deslealdade
condenam-me a morte
sou poeta
porque em tudo
há poesia
nas bocas podres
que vomitam
nas pessoas pobres
que mentem amor
na deselegência
de um amor que já morreu
sou poeta
porque o sol
nasce num horizonte
de sonhos
as noites
fazem
de nós seres
transparentes
porque
vejo na mulher
flores
que há tempos
deixaram de existir
em mim
a intensidade
é pouca
transborda em mim
emoções
amor
ira
paixão
não finjo jamais
a dor que sinto
sinto demais
a dor
que doi em mim
sou poeta
e faço do que é merda
poesia