"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

15 de fev de 2015

DESAGRADO


teus grandes lábios ficavam escondidos.
não sabia se eu chupava.
não sabia se eu mordia.
não sabia direito o que devia fazer.
pedia minha boca.
queria meus dedos.
eu ali, aturdido.
queria beber um dose generosa de pinga.
queria sair daquele enrosco.
queria fugir daqueles seios roxos.
a meia luz era clara demais.
não conseguia pensar em nada.
 a não ser na fuga.
queria uma desculpa.
não queria mais nada.
não eram seus defeitos.
eram seus fantasmas.
o jeito de sentir.
de fazer.
era seu gemer que me assustava.
 eu não conseguia ver seus grandes lábios.
sua vagina se escondia.
eram secretos teus labirintos.
eu não era um deus.
nem acontecia em mim a química.
queria fugir.
sair de lá.
ela pedia minha boca, meus dedos.
Implorava desejos que eu não tinha.