4 de fev de 2015

A GENTE TEM MEDO




A gente
Sente
Medo de quem
Derrepente
Assim
Do nada
Nos olha
E nos cerca
E nos devora
Como carne
A gente
Sente
Medo
De gente
Como a gente
Que engoli
Todos os sorrisos
E se disfarça
De sombras
E se disfarça
De nada
A gente
Tem medo
De toda gente
Como a gente
Que vive morta
Por ai