27 de jan de 2015

VISTA-SE




Vista-se
Da vida
Não temas
E nem guarde
Teu coração
Todos os instantes
Passam
As dores
Morrem
Ressequidas
E esquecidas
Nos túmulos
De todas as horas
Passadas
Vista-se
Do teu melhor
Sorriso
Deixa
Teus braços
Abertos
Haverá
Em teus dias
Muitos amanhãs
Deixa
Que tudo em ti floresça
Sem pressa
nem sede