27 de jan de 2015

VELHO MALDITO




Lia Bandeira
Na minha infância
Lia Drummond
Quando ardia
Em mim
Todas as paixões
Descabidas
Lia
Um pouco
De tudo
E mal
Me entendia
Não me sentia
Parte de nada
Depois
Chegou
Em mim
A solidão
E fez em mim morada
Lia então
O velho maldito
Bukowski
E teus verbos
Acalmaram
Meus ventos tantos sem direção
Revivi meus versos
E renasci das tuas cinzas