25 de jan de 2015

RUAS




As ruas
Pareciam
Me acalmar
Era invisível
Andava
E não me viam
Ali
A vida
Escorria
Acontecia
Sem maquiagem
Ali
Todos eram
O que eram
Não pensavam
Em ser mais nada
As ruas
Eram berços
De vime
Com lençóis
E travesseiros brancos
Hipnotizados
Saciados
Na sede
De alucinações
E bel-prazeres
Pelas ruas ladrilhadas