31 de jan de 2015

RESPIRO FUNDO




Respiro fundo
Agora
Conheço
O medo
O receio
A dor
Agora sei
Que meu tempo
Não é nada
E devo
Esperar
E devo crer
Respiro fundo
Olho
Meu rosto velho
No espelho
Minhas cicatrizes
Minhas rugas
Não me desespero
Espero
Meu coração aflito
E essas todas
Minhas aflições
Tenho medo
Receio
Conheço a dor
A agonia