22 de jan de 2015

NAS MINHAS HORAS




Nas minhas
Horas
Quero viver
Pintar
Meus quadros
Rabiscar
Minhas paredes
Quebrar
Minhas vertentes
Nas minhas
Horas
De solidao
Quero
Ser meu eu
Sem culpas
Nem roupas
Nas minhas
Horas
Nas minhas poucas
Horas
Quero sobreviver
As minhas loucuras
E morrer depois
Que minhas horas
Nao existirem mais