14 de jan de 2015

NÃO VOU MAIS

não vou
mais me esconder
meu tempo
de exílio
acabou
agora
vou correr
para a vida
que me espera
vou encontrar
meus velhos
e poucos amigos
vou sorrir
e deixar
o que passou
fora de mim
não vou
mais me prender
os laços
foram desfeitos
e os nós
arrebentados
não vou
mais chorar
nem me arrepender
a vida
é carrossel
é faz de conta
chega
de me enganar
de me esconder
de me iludir
vou acender a luz
vou sair do escuro
tirar de vez esse luto
eu
sei
sobreviver
aos meus temporais