15 de jan de 2015

NÃO TENTE


não tente
me entender
nem querer
saber
de mim
nem tente
decifrar
o que sinto
nem tente
seguir meus passos
apenas
me olhe
mas não tente
querer
minhas afeições
meu querer
já não há
mais em mim
sentimento
algum
não tente
desenhar
meu rosto
nem prender
meu coração
já morreu
em mim
todo amor
que havia
não queira nada
de mim
sou vento
vento
que vai
sem deixar nada