8 de jan de 2015

NÃO ESCREVO POESIA

não
eu não escrevo
poesia
escrevo
vida
sentimentos
vazios
perdidos
sentimentos
meus
seus
de tantos
não
eu não vivo
mais amores
nem sonho mais
escrevo
apenas
deixo
o peito aberto
aberto
para que tudo chegue
e possa partir
sem fazer morada
não escrevo
poesia
rabisco
inverdades
esvazio
de mim
minha alma