29 de jan de 2015

FINJO POESIAS




Finjo
Que beijo
Tua boca
Finjo
Que rasgo
Tua roupa
Finjo
Que te amo
Na cama
Que te faço
Mulher
Que te escrevo
Em versos
Finjo
Que sinto
Tuas mentiras
Finjo
Que não vejo
Teus olhos
E teu umbigo
Finjo
Que não quero
Tuas coxas
Tuas ancas
Finjo que não preciso
Do teu amor
Finjo que sou poeta