12 de jan de 2015

FAZ TEMPO

faz tempo
que não ouço
mais teus gritos
teus lamentos
ouço
apenas o teu silêncio
que imagino
faz tempo
que não sigo
mais teus passos
e deixei
de viver teus sonhos
faz tempo
que deixei
que o amor
morresse
como flor
ressequida
faz tempo
que esqueci
qual eram teus caminhos
faz tempo
que cuspi
teu veneno
que meu coração
quebrou
todas as correntes
e que minhas asas
puderam
de novo me fazer voar
faz tempo
que não ouço mais
teu silêncio