22 de jan de 2015

ÊXTASE SEM SENTIDO




Quero
Nas madrugadas]
Em que todos
Morrem
Em suas camas
Abrir
As janelas]
Para que as brisas
Invadam]meus
Pensamentos
Quero
Um gole
De vinho barato
Tragar
Meu cigarro
Olhar
Algumas mulheres
Nuas
E viajar
Num extase
Sem sentido
Quero depois de me perder
Dormir
Na manha
Onde todos renascem