4 de jan de 2015

ENCANTO

sei
que não existe
sei
que és sonho
miragem
invenção
de Deus
para deixar
todos os mortais
loucos
sei
que não existe
que importa
se ainda

tantos
sonhos
e tantos
ventos
e tantos
delírios
quem sabe
num desses sonhos
eu possa
te sonhar
sei
que não existe
sei que é sonho
miragem
pesadelo
dos acordados
apenas
poesia
que se escreve
sem rima
sem melodia
quem sabe
num desses tropeços
da vida
deixe
enfim de ser encanto