7 de jan de 2015

DESPEDIDA

flores
murchas
despetaladas
noite
fria
frias
madrugadas
o amor
foi embora
deixou
na porta
saudades
deixou
no corpo
a dor
do abandono
deixou
a cama vazia
flores
murchas
roupas jogadas
pelo chão
cartas
em branco
palavra alguma
mãos vazias
olhos
no horizonte vazio
sem vestígios
triste despedida
do nunca
foi amor