6 de jan de 2015

COMO POESIA

te
vejo
sempre bela
linda
vestida
de rosas
te sinto
sempre
inteira
cheia
de verdades
cheia
sempre
de saudades
com beijos
doces
e molhados
te encontro
sempre
nos meus sonhos
de noites
quentes
e assim
enfim
posso te amar
como sempre
te desejo
te amar
na calmaria
das brisas
de tua respiração
te vejo
depois
na cama
macia
como miragem
como poesia