12 de jan de 2015

COLOCA TEUS SEIOS NUMA BANDEJA

vem
coloca
estes teus seios
numa bandeja
e me serve
deixa
eu renascer
em teu colo
e ser de novo
a criança
que um dia fui
e que sugava
a vida
nos seios
de minha mãe
vem
coloca
este teus seios
exuberantes
em todas as minhas
folhas
de papéis
em branco
deixa
eu me embriagar
com a doçura
que me invade os olhos
e me faz a boca
salivar
vem
deixa
estes teus seios nus
nenhuma
veste
e digna
de possuí-los
toca-me
a face
e me deixa
por um instante
ser teu amor
ser teu amante