11 de jan de 2015

CAMPO DE PAZ

caminhe
pelos campos
de paz
pelos campos
onde
o vento
canta
seus lamentos
e as vozes
sussurram
no mesmo silêncio
caminhe
por toda
incerteza
deixe que seus pensamentos
se percam
encontre-se
em si
deixe
que seus tormentos
fiquem
misturados
com os que já morreram
caminhe
pelos campos
deixa
a terra
cuidar dos seus pés
deixa
que todo este silêncio
cuide de suas feridas
caminhe
em silêncio
para que se torne
o silêncio
deste campo de paz