2 de jan de 2015

BUSCO

busco
em teu corpo
meu porto
busco
em teus beijos
a água
que mata
minha sede
busco
no teu calor
aconchego
quando
o mundo
fora
de ti
me devora
quando
as horas
enlouquecem
assim
nas noites
busco
teus seios
teus pele
saliva
das coxas
teu mel
busco
no teu amor
refúgio
instantes
que não morrem
amor que
não passa
busco
teus olhos
tuas mãos
e abraços
acalmo minhas ânsias
perco meu medo
meu mundo
teu corpo
pecado