27 de jan de 2015

BEIJOS VAZIOS




Não quero
Mais
Entender
Os sentidos
Quero mais
É deixar
Fluir
Deixar que aconteça
Não quero
Mais
As antigas
Preocupações
Nem as velhas
Consternações
Não quero
Mais as
Mesmas brincadeiras
E os beijos
Vazios
Que não diziam
Nada
Quero mais acidez
Mais prelúdios
Mais madrugadas em claro
Sem perguntas
Não quero mais
Tropeços