28 de jan de 2015

AMANTES




Eu e a poesia
Somos amantes...
Deitamos
Na mesma cama
No mesmo chão
Apreciamos as mesmas estrelas
Fazemos
Amor
Enquanto
Todos dormem
Falamos
No silêncio
Palavras
Que ninguém entende
Brincamos
De poesia
De versos
Sem rima
Eu a poesia
Dançamos
Nus
Nos parapeitos
De nossas janelas
Amantes
Que se contorcem
E se entendem
Amantes
De todas
As mais doces
Carícias
Eu e a poesia