10 de nov de 2014

AINDA

decepções
todas
em mim
nos sonhos que tive
na vida
nas limitações
humanas
no descaso
no amor
na paixões
que me jogaram
no chão
nas histórias
que me contaram
na vida
que tive que viver
alegrias
algumas
quando descobri
quem eu era
meus filhos
a mulher que amei
a mulher que me amou
as pontes que construi
e os muros que derrubei
as crianças
que ainda hoje
sorriem
pra mim
esperanças
sim
que ainda haja muitos
amanhãs
que o sol
continue me esquentando
e que eu possa
antes de tudo
abrir meus olhos
e sentir
que ainda estou vivo