7 de set de 2014

AMORES INVENTADOS

gosto
de mentir
sentimentos
gosto
de inventar
amores
que me fazem
um balão cheio
de ar
assim
posso voar
por ai
até que todo gás
se perca
e depois
eu possa
aterrisar
tranquilo
na realidade
que me sustenta
gosto
de mentir
para mim
de inventar
paixões
que possam aquecer
meus instantes
depois
posso voltar
a ser
barco à vela
sem vento
neste imenso
oceano de mim
e de tantos amores
descabidos
e inventados