"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

11 de ago de 2014

POETA MORTO

há quem nos inspire
quem nos roube
quem nos de asas
há quem nos molde
quem nos ensine
quem desperta em nós o melhor
mesmo sem saber
mesmo sem querer
a doce existência
já nos fascina
já basta
que me importa
qual teu vício
que me importa
o que dizem
e dizem mesmo sem saber
serás sempre
membro da sociedade dos poetas mortos
será sempre
a poesia
que me fez escrever
há quem nos mate
há quem nos faça viver
em mim
serás eterno

Meu sussurro ao amigo invisível que sem saber da minha existência despertou em mim a poesia.

Robin Williams
21/07/1951
11/08/2014

8 de ago de 2014

POR AI

não posso
mais ficar por ai
dizendo
eu te amo
para todos os sorrisos
para todos os olhares
para todos os amores
não posso
mais ficar por ai
espalhando
mentiras
que invento
buscando
estrelas
para meu céu estrelado
não posso
mais ficar por ai
perambulando
pelas ruas
sujas
e mal iluminadas
ainda
sinto as pedras
no meu sapato
ainda
vejo as mesmas
pedras no meu caminho
não posso
mais ficar por ai
brincando
de ser feliz
preciso viver
agora
minha felicidade e sem demora
meu tempo
se vai
como a areia
de uma ampulheta
não posso
mais ficar por ai

AMORES

todos
os amores
que amo
são amores
que invento
todos os sentimentos
pertencem
a mim
são pássaros
que buscam um amanhã
melhor
todos
os amores
fazem parte
da loucura
da minha vida
não dependo deles
e eles para existirem
dependem
de mim
sou assim
preciso das minhas
inverdades
das minhas doses
de loucura
todos
os amores
que amo
fazem
parte
das minhas fantasias
das minhas loucuras
dos meus vícios
contidos
nessa minha alma
de ama
amar
amores inventados

SONHOS ESCASSOS

cada vez
tenho sonhado menos
tenho vivido
mais com os pés
no chão
cortaram
minhas asas
não me deixam
mais voar
cada vez
mais os sonhos
estão escassos
cada vez
mais
sei que vou vivendo
menos
amando menos
e cada vez
mais tenho
as incertezas do amanhã
não tenho
mais as velhas ambições
nem mais
a velha fibra
de correr
o mundo
com minhas ilusões
sempre fui guerreiro
poeta
agora
me vejo sem sonhos
sem vontade de sonhar
a realidade
cegou meus olhos
me prendeu
me deixou sem ar para respirar
sonhos perdidos
sonhos escassos

7 de ago de 2014

DEFORMOU


você deformou
meu rosto
meus dias
meu anoitecer
você deformou
meu coração
meu sentir
e o melhor
que havia em mim
não me matou
porque não me deixei
morrer
tentei
eu quis
me livrar de tudo
o que de você havia
queimei roupas
cartas
bilhetes
quebrei correntes
mandei embora
minha alma
você deformou
meu amor
meu gostar
meu querer
que era doce
inocente
leve
irreverente
me fez pequeno
me fez chorar
zombou de mim
depois
partiu
e eu fiquei ali
sentado
com minhas dores
e as senti
vivas em mim
todas as dores
você parou
eu mesmo machucado
segui
você deformou
meu estado
só não matou meu caráter
minha dignidade

NÃO VOU MAIS


não vou mais
te ver
nem mais
te imaginar
nem mais
te querer encontrar
nas esquinas
de minha vida
não vou mais
te sonhar
nem te desenhar
em instantes
em que meu eu
era teu
ainda que estivesse
embriagado
não te quero mais
nem te sonho mais
foi ilusão
vício que acaba
meu desejo
sentimento inventado
não vou mais
me ocupar
com tuas lembranças
teu tédio
me deixou
enfadado
me deixou triste
por um momento
depois
me deu as asas perdidas
não vou mais
seguir teus passos
depois
num dia qualquer
quando nossos olhos
puderem enfim se encontrarem
direi sorrindo
para minha alma
não te quero mais
nem mais
que fostes para mim