29 de jul de 2014

QUEM SOU


penso
que sou
miragem
penso
que sou
bagagem
penso
que sou
bobagem
não sou ninguém
sou desafeto
quase
um grito
um berro
penso
que sou
o queria ser
o menino
de estrepolias
o menino
que vivia
o que a vida lhe dava
penso
que sou
aquele que iria
além de mim
aquele que voaria
que andaria pelas estradas
penso
que sou
aquele que ficou
parado
devorado
pelo tempo
que passou
quem sou
sou
quem penso
quem imagino