11 de jul de 2014

QUEM SABE

um dia
talvez
eu volte
a ser quem fui
talvez
eu perca o medo
que me impuseram
talvez
eu volte a sonhar
a viver
a sentir
um dia
talvez
eu volte a escrever
com o sangue
que corre em minhas veias
e volte
a acreditar
no amor
quem sabe
talvez
eu consiga
renascer
depois de tudo
depois do meus caos
depois do fim do meu mundo
parte
de mim ruiu
desmoronou
se desmanchou
em cinzas
e voou
para um vento
longe de mim
quem sabe
talvez
um dia eu volte
a ser quem fui