2 de abr de 2014

TANTOS AMORES


Quantos amores
Cabem em um coração
Talvez
Poucos
Cabem bem mais
Na memória
Nas lembranças
Cabem bem mais
Nos sonhos
Todos
Tão irreais
Tão imprecisos
Tão incertos
Ah se coubesse
No coração
Tudo o que alma quer
Tudo o que o corpo pede
Não seríamos mais
Os mesmos
Não caberíamos mais
Em nós
E o coração
Já pobre coitado
Seria
Como é
Um poço
Sem fim
Um poço
De todas as mesmas
Emoções
Quantos corações
Podem carregar
Um amor
Talvez
Todos
Como a memória
Como todas as lembranças.